segunda-feira, 3 de maio de 2010

Por falar em pessoas especiais...




3 de Maio de 2010.
Vou chamar minha amiga de "Ela". "Ela" me contou uma história emocionante! "Ela" abraçou um mendigo!

"Ela" (que conheço pessoalmente desde 2002 ou 2003), estava em um bar, quando um mendigo se aproximou. Os amigos, que estavam à mesa com ela, sentiram-se muito incomodados com a presença do mendigo. Ele cheirava mal e não tinha a aparência exigida pela sociedade. Percebendo isso, "Ela" se afastou com o mendigo.

"Ela: vc estava no bocage qdo eu abracei um mendigo??
Eu: kkkkk...acho que não.
Ela: tava uma galera da sala 3 lá, rsrs foi mto (palavrão)
eu em plena consolação agarrada com o Major João, rsrsrs
foi assim, estávamos sentadas numa mesinha, qdo o boca ainda era na outra esquina
então, a " nick de amiga" estava tocando violão, e uma galera da sala lá, junto cantando, qdo um mendigo encostou na mesa me pedindo um cigarro
eu dei o cigarro e ele continuava lá, ao lado da mesa
ele tirou do bolso um pedaço de papel todo amarrotado e velho, um pouco sujo tbm rs
disse q era um poema q tinha feito para filha dele, mas q tbm poderia se tornar uma letra de música
eu peguei o papel e li
uma letra mto bonita, não havia se quer um erro de escrita
algumas palavras em outras línguas, faziam parte daquele mágico pedaço de papel
mas as pessoas da mesa não estavam se sentindo bem com a presença dele
faziam careta, uma forma meio enojada das pessoas q não enxergam além da casca
então resolvi sair com ele de perto das outras pessoas, assim esse mal estar passaria, afinal ele tbm não se sentia bem ali com pessoas q não o queriam por perto
deixei a mesa e subi alguns metros, achando um lugar, num degrau de uma loja q já havia fechado
alí sentamos, conversamos, e fumamos, rsrs
ele me contou sobre a vida dele, sobre sua ex profissão, ele havia sido major, tinha viajado mtos lugares do mundo
tinha morado na espanha por alguns anos, com sua familia, filha e esposa
falava sobre arte como ninguém! o cara era fodástico rs
ele falava fluententemente o espanhol, italiano, francês, e arranhava um alemão
falou sobre um jeito de pegar na mão e sentir o batimento cardíaco da outras pessoas
e eu alí, ouvindo meus amigos na mesa me chamarem e não querendo sair do lado daquela preciosidade humana rs
ele me falou q era bem de vida, q por exaustão, resolveu pedir baixa, e junto com a queda financeira veio a ruína da familia
então, a mulher o traiu e saiu de casa levando a filha pequena
ela fez a cabeça da criança e colocou na cabeça da menina q ele não era pai dela e sim o novo marido
aí ele gastou o resto q tinha com advogados para não perder o contato com a filha
mas foi inútil, ela usou testemunhas falsas, e até comprou familiares dele como prova
ele enlouqueceu
e nessa, ele ficou sem nada, abriu mão de algumas coisas q lhe eram de direito, por amor a filha
tipo, casa, carro e outros bens
e junto com alguns outros entrou no vício da bebida
perdeu o q nem tinha com o vício
aí estavamos falando e eu perguntei, vc almoçou hj Major??
ele, com os olhos cheios de lágrimas, me mostrou o papel de um pequeno restaurante italiano e tinha um pouco mais pra cima e com um tom de brincadeira, me mostrou um papel com a foto de um prato de macarrão, e me disse com um pequeno sorriso: hj só tive como olhar a foto e sentir o cheiro
aquilo me detonou, como se abrisse o chão embaixo dos meus pés
eu alí enchendo a cara de cerveja e comendo tudo q tinha vontade e ele com o papel do macarrão
aí falei, olha Major, meus amigos estão me esperando, senão eu ia comer lá com o Senhor
mas aki vou te deixar esse maço de cigarros, e estou te dando o dinheiro pro seu macarrão lá da cantina
ele relutou a aceitar, dizendo q não precisava disso, q com bem menos dinheiro ele compraria um pacote de macarrão e faria pra ele
e eu disse, brincando, com ele!! rsrs... mas será q seu macarrão vai sair como o da foto?? rsrsrs
ele sorriu e disse: com certeza não, "Ela"! rsrsrs
ele ficou constrangido em ir até lá, pq não o deixariam entrar no local
eu subi com ele mais alguns metros, e pedi o tal macarrão, e pedi q entregasse ao Major
deixei mais algum dinheiro e ele me disse q não precisava, eu insisti, e ele disse pra eu ficar tranquila q ele tinha largado o vício da bebida
eu acreditei pq não sentia o cheiro de álcool mesmo
então estendi a mão para me despedir do ilustre Major João
e ele me disse:
Olha, qdo te vi, não sabia se vc era homem, ou mulher! Mas agora sei...
como dizem, anjo não tem sexo. e pra mim é isso q vc é...
eu gostaria de te pedir um favor, "Ela"
eu disse: claro Major...
Ele, segurando minha mão, me disse: como vc hj me deu um enorme presente, gostaria de um abraço, pois hj por ironia do destino, é meu aniversário...
eu o puxei pra perto e lhe dei um grande e demorado abraço
e com lágrimas, nos despedimos, como velhos conhecidos
com uma certeza... q nada é por acaso...
que um dia iremos nos reencontrar, se não nessa vida, em outra...
as pessoas não entenderam nada o q aconteceu, o pq das lágrimas, o pq de tudo, e eu não fiz nenhuma questão de explicar nada a ninguém
apenas dizia às pessoas q havia ocorrido um encontro de almas
depois daquele dia, ele ficou marcado em minha memória, e acho q fiquei na dele tbm...
nunca mais tive o prazer de reencontrá-lo
mas quem sabe um dia... em algum lugar..."

Eu estava comovida e emocionada!
Então, "Ela" falou:
ah (disse meu nick carinhosamente), rsrsrs essa é uma história, rsrsrs
E eu respondi:
Linda história! Será comentada no Blog...rs.

Por falar em pessoas especiais...
Esse post é pra você, "Ela"!
RM

4 comentários:

  1. "Ela" rs3 de maio de 2010 22:59

    Estou muito emocionada em ler essa história que aconteceu em minha vida!

    Sabe, "nick carinhoso rsrsrs"

    Eu não lembro o dia que aconteceu isso, a que horas, o que estavamos vestindo, nem de todas as pessoas que estavam comigo a mesa, mas nunca mais saiu da minha mente o brilho dos olhos do Major João!
    Isso serve para todos verem que uma pessoa para marcar a nossa vida não precisa de bens materiais, não precisa inumeras demonstração de sentimento, nem tem que pertencer a nossa familia, ou circulo de amizade! Pessoas especiais aparecem do nada, e como meu amigo Major, ficam pra sempre guardado na lembrança e no coração! Por algum tempo eu fiquei a procura desse homem pelas ruas, mas depois percebi, que o que aconteceu naquele dia bastou para ser eterno... como eu gosto de falar e pensar nosso "Encontro de almas" aconteceu...
    Gostaria que todas as pessoas tivessem a honra, o prazer e a sorte de encontrar algum dia um dos mtos "Major João" espalhados por aí...

    Obrigado minha amiga querida por contar aqui essa história, fiquei mto comovida! adoro vc...


    Ps:. Major... como vc disse, anjo não tem sexo, rs... no seu caso, tbm não tem asas, pois não vi nem senti nenhuma qdo lhe abracei, rs... obrigado por me fazer uma pessoa melhor! Onde quer que vc esteja, eu sempre te trago, em minhas orações, pensamento, lembraça, saudade e coração...

    Bju
    "Ela" rs...

    ResponderExcluir
  2. Oi "Ela"!
    Muito bom te ver aqui novamente!
    Fico feliz que tenha gostado de "seu" post. Foi pra vc com carinho!
    Conte-me mais HISTÓRIAS ou ESTÓRIAS, e elas serão comentadas aqui. Quem sabe, todas nós não aprendemos um pouco mais sobre a vida e sobre...

    O AMOR!

    Beijos, "Ela"!...rs

    ResponderExcluir
  3. linda historia, adoreii,me fez lembrar de uma amigo ja falecido que tbm era morador de rua.. senhor aniverso gomes da silva (segundo ele "primo do presidente lula" rsrsr)asiim gomo o major da historia acima tinha um historia de vida encrivel...eu estava viajando quando ele faleu so vim a saber de sua morte quando retornei de viagem, mais me contaram que nunca viram um velorio com tanta gente , esse "simples" mendigo, fez parte da historia de muita gente.
    esse cara foi foda na minha vida, sempre me mandava flores, era encrivel parecia que ele advinhava, era eu estar me sentindo sozinha e recebia uma flor dele... obrigadaaaa gorò....
    beijo goró que a continuação de sua vida ao lado pai seja repleta de luz

    ResponderExcluir
  4. po desculpa pelos erros de digitação, mais realmente me emocionei em lembrar desse cara

    ResponderExcluir